Cultura & Comércio

Wilson Otero
E Tenho Dito!
Colunista
Wilson Otero
José Raimundo
Crônica Do Leão
Colunista
José Raimundo
Fernando Wardi
Nossa Terra
Colunista
Fernando Wardi
Maria Das Graças Babá Reis Couto
Comportamento
Colunista
Maria Das Graças Babá
Clemer Gouvêa
Culinária
Colunista
Andrea Otero
José Guedes
Coluna Do Zé
Colunista
José Guedes
Maria Efigênia
Histórias Para Pensar
Colunista
Maria Efigênia
Leo Marques
Bafônicas
Colunista
Leo Marques
Wesley Fortes
Semana na Câmara
Colunista
Wesley Fortes
Leo Alves
Seu Direito
Colunista
Leo Alves

Histórias Para Pensar

O CAMINHO DO CHAPÉU ROXO

E-mail Imprimir PDF


Uma olhada no espelho e nós, mulheres, aos três anos de idade, nos sentimos uma Rainha! Aos oito anos, se olha e se vê como uma Cinderela! Aos quinze anos, se olha e se vê como Cinderela, líder de torcida ou, se esta ficando mocinha, se vê gorda, espinhas, horrível...(Mamãe eu não posso ir a escola com essa aparência!). Aos vinte anos, se vê muito gorda/muito magra/muito baixa/muito alta/muito encaracolados/muito lisos, MAS DECIDE QUE VAI SAIR, DE TODA
( 2 Votes )
Leia mais...
 

A MENINA NA JANELA

E-mail Imprimir PDF
    A menina debruçada na janela trazia nos olhos grossas lágrimas, e o peito oprimido pelos sentimentos de dor causado pela morte de seu cão de estimação.
    Com pesar observava atenta o jardineiro a enterrar o corpo do amigo de tantas brincadeiras. A cada pá de terra jogada sobre o animal sentia como se sua felicidade estivesse sendo soterrada também.

( 1 Vote )
Leia mais...
 

O SACO DE BISCOITOS

E-mail Imprimir PDF
Uma jovem estava à espera de seu voo, na sala de embarque de um grande aeroporto. Como deveria esperar varias horas, resolveu comprar um livro para passar o tempo e também um pacote de biscoitos.
Sentou-se numa poltrona da sala vip do aeroporto para descansar e ler em paz. Ao lado da poltrona onde estava o saco de biscoitos sentou-se um homem, que abriu uma revista e começou a ler. Quando ela pegou o primeiro biscoito o homem também tirou um. Sentiu-se indignada, mas não disse nada. Apenas pensou:- Mas que atrevido!

( 2 Votes )
Leia mais...
 

A LIÇÃO DA BORBOLETA

E-mail Imprimir PDF
Um dia, uma pequena abertura apareceu em um casulo, um homem sentou e observou a borboleta por várias horas, e via como ela se esforçava para fazer qualquer progresso.De repente, lhe pareceu ter parado de progredir, como se ela já estivesse ido longe demais, além do que podia e, portanto não conseguiria mais.
O homem então, decidiu ajudar a borboleta: pegou uma tesoura e cortou então o restante do casulo. A borboleta então saiu facilmente, mas o seu corpo estava murcho, pequeno e tinha as asas amassadas. O homem continuou a observá-la porque esperava que a qualquer momento suas asas se abrissem e esticassem para serem capazes de suportar todo o corpo que iria se firmar com o tempo. Passou o tempo e nada aconteceu. Na verdade, a borboleta passou o resto de sua vida rastejando com seu corpo murcho e suas asas encolhidas; ela nunca foi capaz de voar. O homem, com sua gentileza e vontade de ajudar, não
( 2 Votes )
Leia mais...
 

A POBREZA

E-mail Imprimir PDF
Um dia, um pai de família  muito rico levou seu filho para viajar para o interior com o propósito de mostrar ao seu filho o quanto as pessoas podem ser pobres. Eles passaram um dia e uma noite em uma fazenda de uma família muito pobre. Quando retornaram da viagem o pai perguntou ao filho:
-Como foi a viagem?
-Muito boa papai!

( 3 Votes )
Leia mais...
 
Página 7 de 31
You are here: Home Crônica do Leão