Cultura & Comércio

Wilson Otero
E Tenho Dito!
Colunista
Wilson Otero
José Raimundo
Crônica Do Leão
Colunista
José Raimundo
Fernando Wardi
Nossa Terra
Colunista
Fernando Wardi
Maria Das Graças Babá Reis Couto
Comportamento
Colunista
Maria Das Graças Babá
Clemer Gouvêa
Culinária
Colunista
Andrea Otero
José Guedes
Coluna Do Zé
Colunista
José Guedes
Maria Efigênia
Histórias Para Pensar
Colunista
Maria Efigênia
Leo Marques
Bafônicas
Colunista
Leo Marques
Wesley Fortes
Semana na Câmara
Colunista
Wesley Fortes
Leo Alves
Seu Direito
Colunista
Leo Alves

Vencendo a inhustiça

E-mail Imprimir PDF
Ofereço este texto bíblico ao meu amigo JOHN HERBERT MARTINS, para que reflita e deixe nas mãos de Deus  o seu destino, e não nas palavras e ações daqueles que te caluniam. 
 
Sofrer injustiça é uma das coisas mais dolorosas de se enfrentar. O sentimento de indignação e revolta toma conta de quem é alvo de injustiças. A oração é a melhor forma de desabafar diante do maior de todos os amigos que é Deus (Filipenses 4.6). Este é um texto de lamentação que era cantado em cultos do povo de Deus. O salmista lamenta pela situação que está ao seu redor e recorre a Deus em oração. Em momentos difíceis, era uma forma de clamor pela justiça de Deus.
Você está sendo injustiçado?
O interessante neste texto é a presença de três vozes falando:

1- A voz de quem sofre: v.1-3
O texto começa com um grito de socorro a Deus. O salmista lamenta a ausência de honestidade entre as pessoas de sua comunidade. Parece que ele via que as pessoas estavam se corrompendo aos poucos e os maus prevaleciam enganando a muitos. Sua lamentação não é contra Deus e sim contra indivíduos que o cercavam.
Deus ouve o clamor dos aflitos (Êxodo 3.7-9). O tempo todo está de olhos abertos para ver o que acontece conosco (Salmos 121.3,4). Suas mãos estão estendidas para quem pede socorro ao Senhor (Isaías 59.1).
Deus está ouvindo o seu clamor!

2- A voz dos perversos: v.4
Em um segundo momento, o salmista representa a fala dos perversos (v.5). O texto descreve claramente as pessoas más. Suas palavras falsas (v.3), o coração dividido entre a bondade e a maldade (v.3), conversa mansa de bajuladores e soberbos (v.4) e o seu andar perverso (v.9).
Deus sabe tudo o que acontece e vê todas as injustiças praticadas no mundo. Nada passa despercebido aos seus olhos (Provérbios 15.3). Não se preocupe com o que as pessoas más dizem, porque Deus está vendo tudo. Ore a Deus por quem te prejudica (Mateus 5.44) e peça a Deus que te proteja de todo mal.
Deus sabe tudo que acontece!

3- A voz de Deus: v.5,6
Então surge a fala mais importante que é a de Deus declarando que se levantará para defender seus servos (v.6). O salmista declara a promessa de Deus em se levantar e fazer justiça. O texto faz uma diferença entre Deus e os perversos. As palavras de Deus são boas e puras, por isso o salmista prefere esquecer as palavras de afronta do inimigo e pegar-se à Palavra de Deus.
Não perca tempo ouvindo coisas que não edificam. Deus tem tantas coisas boas reveladas para sua vida, que nem se comparam com tudo que você já viu ou ouviu (II Coríntios 2.9). Deus tem promessas grandiosas para a sua vida que superam muito todo sofrimento que já possa ter vivido (Romanos 8.18).
Esqueça tudo que te falaram e guarde somente as palavras de Deus!

Creia na justiça de Deus!
-Conclusão: v.7 “Sim, Senhor, tu nos guardarás”.
O texto termina com uma resposta: Sim. O salmista termina concordando com as palavras de Deus. Após fazer seu desabafo, mesmo tendo ouvido a voz dos perversos, resolve ignorar isto e ouvir a Deus.
Qual voz você tem ouvido? Não se conforme com o que as pessoas dizem e às vezes nem com que você mesmo disse. Deus ouve o seu clamor, sabe tudo que está acontecendo e pode mudar todas as coisas. Concorde apenas com as Palavras de Deus (Mateus 18.19).
Diga SIM para Deus!

( 0 Votes )
 
You are here: Home Matérias E Tenho Dito! Vencendo a inhustiça